Espaço CEGÁS de Cultura abre com mostra de clássicos da pintura cearense

                   

Obras de Raimundo Cela e Aldemir Martins estão expostas no Espaço Cegás de Cultura (Fotos: Ascom/CEGÁS e Secult)

O Espaço CEGÁS de Cultura iniciou suas atividades na última segunda-feira, dia 19, com a exposição “Cante lá, que eu Canto Cá”, que traz uma amostra de clássicos das artes plásticas do Ceará, pertencentes ao acervo da Secretaria de Cultura do Estado.

Dentre os autores presentes na exposição, destacam-se Raimundo Cela, Aldemir Martins, Chico da Silva, Altair, Bosco Lisboa, Antunys, J. Fernandes, Afonso Lopes, Mateus, Cairo, Sol, Ciça e Manoel Graciano. Com curadoria de Carlos Macedo, responsável pela Pinacoteca do Ceará, a exposição de abertura é uma referência direta a um poema de Patativa do Assaré

“As obras destes autores têm estreita ligação com a iconografia inaugurada por Raimundo Cela, e ainda, com os nossos hábitos e paisagens. A vendedora de pote, o interior da casa sertaneja, a marinha, o galo, o pescador fazendo um samburá, os insetos, tudo, tudo nos remete ao que temos como origem”, diz Macedo.

Segundo Macedo, o espírito da exposição busca “ainda o interior de nós mesmos, bem como ao de nós outros. Assim, o contraponto originalmente dicotômico do “Cante lá, que eu canto cá” assume uma pluralidade que foge ao cálculo e resulta nas mais diferentes formas de cantar a mesma canção, a canção de ser sertanejo-cearense, com a inabalável vocação para ser universal”.

Mais informações sobre o Espaço CEGÁS

O Espaço CEGÁS de Cultura contará com um auditório de 150 lugares, área para exposições, uma sala para treinamento e funcionará no andar térreo da sede da empresa, na av. Washington Soares, 6475, perto da Casa José de Alencar.

A gestão do Espaço CEGÁS de Cultura será de responsabilidade da Assessoria de Comunicação e Marketing da empresa, que é gerenciada pelo jornalista Paulo Mota. Com experiência na implantação de centros culturais e editais no Banco do Nordeste, Mota diz que o equipamento será um espaço para a difusão da produção cultural cearense e uma alternativa de lazer para uma região densamente habitada de Fortaleza.

“Com o apoio da Secretaria de Cultura do Ceará, estamos fechando parcerias com o Cine São Luiz e com o Instituto Dragão do Mar para realizar ações nas áreas do audiovisual e da formação de mão de obra cultural. A ideia é funcionarmos também como um cine clube”, disse Mota.

O presidente da CEGÁS, Hugo Figueirêdo, diz que o Espaço CEGÁS de Cultura nasceu dentro de uma estratégia que visa aproximar a empresa de seus clientes e torná-la mais conhecida na sociedade cearense.

“Além disso, uma das missões da CEGÁS é contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Ceará. Neste sentido, o apoio à cultura e a projetos sociais é estratégico”, diz Figueirêdo.

 

Serviço:

Exposição “Cante lá, que eu canto cá”

Quando: Segunda à Sexta, das 13:00 às 17:00.

20 de novembro até 28 de Fevereiro.

Onde: Espaço CEGÁS de Cultura, av. Washington Soares, 6475, perto da Casa José de Alencar. 

Gratuito

Informações: 085 3266-6924 ou 85 3266-6946

 

Paulo Mota

Assessor de Comunicação e Marketing

E-mail: paulo.mota@cegas.com.br

Tel: 085 3266-6924

Cel: 085 98902.5661

Notícias recentes

CEGÁS e Cine Ceará apresentam filmes de cinema de animação realizados por alunos de escolas públicas.

por Rondnei

Alunos de três escolas públicas de Fortaleza participaram de um novo projeto de audiovisual realizado pelo Cine Ceará, em parceria […]

CONTINUE LENDO

CEGÁS encerrou 2018 com recordes históricos de consumo na maioria dos segmentos de distribuição no Estado

por Paulo Mota

A Companhia de Gás do Ceará (Cegás) encerrou o ano de 2018 com um volume médio de gás natural comercializado, […]

CONTINUE LENDO

Programa Mais Você, da Rede Globo, veicula reportagem sobre o GNR distribuído pela CEGÁS

por Paulo Mota

A TV Globo veiculou hoje no programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga, uma reportagem sobre a distribuição de […]

CONTINUE LENDO