Coco Bambu Iguatemi é o primeiro restaurante de shopping do Nordeste com climatização a gás natural

O restaurante Coco Bambu, localizado no Shopping Iguatemi, em Fortaleza, será o primeiro restaurante de shopping do Nordeste a utilizar climatização a gás natural canalizado, energético distribuído pela Companhia de Gás do Ceará (CEGÁS).

A climatização do Coco Bambu teve início hoje, quando o restaurante iniciou os testes com o uso do sistema GHP (Gás Heat Pump), solução de climatização que utiliza do gás natural como combustível principal e pode gerar uma economia de até 90%, se comparado com outros sistemas convencionais. A inauguração da unidade está prevista para o final de agosto.

Além da economia, dentre as vantagens em utilizar do gás natural, está a confiabilidade do sistema de distribuição, que garante fornecimento contínuo, e a segurança.

O contrato entre a CEGÁS e o Coco Bambu Iguatemi foi assinado dia 14 de fevereiro passado.

A gerente comercial da CEGÁS, Thais de Melo, diz que a ligação do Coco Bambu Iguatemi faz parte de uma estratégia que visa diversificar o uso do gás natural canalizado entre os clientes da Companhia. Em janeiro passado, o Coco Bambu Sul, no bairro Parque Manibura, foi o primeiro restaurante do Ceará a usar climatização a gás natural canalizado.

“Nossos clientes industriais, comerciais e postos de combustíveis já sabem que nosso energético é a melhor solução para a cocção de alimentos e geração de energia. Agora, estamos mostrando que o gás natural também é a melhor solução para refrigeração de ambientes e aquecimento de água e saunas, por exemplo”, disse.

Thais destaca ainda as vantagens ambientais para quem adere ao gás natural distribuído pela CEGÁS. Segundo ela, o sistema utiliza um fluído refrigerante ecológico, que reduz os danos ambientais.  Além disso, diz Thais, cerca de 13% do gás distribuído pela CEGÁS é totalmente renovável e é gerado pelo biogás produzido no aterro de lixo da Região Metropolitana de Fortaleza, que diariamente recebe cerca de 3 mil toneladas de resíduos sólidos domiciliares. “Isso significa que nosso usuário pode dizer para seus clientes que usa uma energia limpa”, disse.

A CEGÁS atende atualmente 452 clientes no setor comercial e estima interligar mais 160 a sua rede distribuidora de gás natural, neste ano de 2020. “Fechamos o ano de 2019 com um crescimento de 18,6% da carteira comercial. Para 2020, nossa meta de crescimento é de 35,9%, por isso, vamos seguir ampliando nossa base de clientes”, explica Thais.

A CEGÁS é uma empresa de economia mista e iniciou suas operações em 1994 com a missão de fornecer gás natural canalizado e soluções energéticas para o desenvolvimento do Ceará. Com uma rede de gasodutos espalhados pelo Estado, a CEGÁS fornece essa importante fonte de energia para indústrias, comércio, veículos e residências.

O diretor do Coco Bambu Iguatemi, Thiago Bonfim, disse que a empresa decidiu aderir ao gás natural depois de avaliar as vantagens deste energético.

“Além de ser mais econômico e eficiente, o gás natural é ecologicamente correto, diminuindo a agressão ao meio ambiente, algo que é muito valioso para nossa empresa”, disse Bonfim.

Notícias recentes

CEGÁS retoma trabalho presencial em sua sede

por Paulo Mota

Após 98 dias de teletrabalho, a Companhia de Gás do Ceará (CEGÁS) retomou hoje as atividades presenciais na sua sede, […]

CONTINUE LENDO

CEGÁS leva gás natural para mais dois hospitais que atendem infectados pelo coronavírus

por ASCOM

Mais dois hospitais que atendem pacientes infectados pelo coronavírus (COVID-19) no Ceará estão usando o gás canalizado pela Companhia de […]

CONTINUE LENDO

Presidente da CEGÁS defende ampliação do mercado de GNR em seminário internacional

por Paulo Mota

O presidente Companhia de Gás do Ceará (CEGÁS), Hugo Figueirêdo, apontou hoje em seminário internacional promovido pelo Biogas Research Center […]

CONTINUE LENDO