CEGÁS e GNR assinam contrato para ampliar a oferta de gás natural renovável no Ceará

A Companhia de Gás do Ceará (CEGÁS) e a GNR Fortaleza assinaram contrato hoje, no Palácio da Abolição, para ampliar a oferta de Gás Natural Renovável no Ceará (GNR) em 20%. O termo foi assinado pelo governador Camilo Santana, com a participação do secretário da Infraestrutura, Lucio Gomes e do presidente da CEGÁS, Hugo Figueirêdo.

Pelo contrato, a GNR Fortaleza se compromete a aumentar sua produção de GNR de 75 mil metros cúbicos para 90 mil metros cúbicos diários.  Com isso, a participação de GNR no total de gás natural distribuído pela CEGÁS cresce dos cerca de 15% atuais para 17%.

“Esse projeto em parceria entre Cegás e GNR Fortaleza é uma inovação no Brasil e agora estamos ampliando a oferta de Gás Natural Renovável no Ceará em 20%. Isso mostra a responsabilidade que o Governo tem com o meio ambiente, reaproveitando esse gás que seria despejado na atmosfera”, citou o governador.

Atualmente, a Ceará tem uma das maiores participações de GNR no volume de gás distribuido no mundo. Em países desenvolvidos como a França e o Japão, este índice é inferior a 5%. Na Suécia, o percentual é de 12%.

Futuramente, a planta será ampliada para produzir até 125 mil m³ de gás diariamente, tornando-se, assim, a maior do país, até o momento, em volume de GNR especificado segundo as regras da Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP).

A CEGÁS foi e continua sendo até hoje a primeira distribuidora brasileira a injetar gás natural renovável na sua rede de gasodutos, que fornece o produto para clientes industriais, comerciais, residenciais e veiculares.

A produção de GNR no Estado é fruto de uma parceria entre o governo do Ceará, prefeitura de Fortaleza, CEGÁS, GNR Fortaleza e é o primeiro do gênero no Norte Nordeste.

A Cegás investiu R$ 22 milhões na construção de uma estação de transferência e de um gasoduto de 23 km que transporta o gás natural produzido no ASMOC (Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia), que diariamente recebe cerca de 3 mil toneladas de resíduos sólidos domiciliares.

O biogás é purificado e convertido em gás natural renovável pela GNR Fortaleza. O projeto se adequa à Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada e sancionada em 2010.

“É um passo para o futuro, pois o empreendimento é, antes de tudo, uma responsabilidade ambiental. O gás que antes era despejado na atmosfera agora é reaproveitado na cozinha, nos carros, na indústria. Isso garante uma melhor qualidade de vida para as gerações futuras. Estamos muito felizes que, em tão pouco tempo desde a sua inauguração, a GNR já tenha mostrado esse resultado tão significativo e esteja ampliando a sua produção”, comemora José Carlos Pontes, presidente do Grupo Marquise.

A GNR Fortaleza é uma parceria da Marquise Ambiental com a Ecometano Empreendimentos.

Paulo Mota

Assessor de Comunicação e Marketing da Cegás

E-mail:   paulo.mota@cegas.com.br

Tel: 085 3266-6924

Cel: 085 98902.5661

*com a assessoria de imprensa do governo do Ceará

Notícias recentes

Coco Bambu Sul é o primeiro restaurante do Ceará com sistema de climatização a gás natural

por ASCOM

O Coco Bambu Sul, no bairro Parque Manibura, em Fortaleza, é o primeiro restaurante do Ceará a utilizar climatização a […]

CONTINUE LENDO

Distribuidoras de gás canalizado do Nordeste planejam investir R$ 1,5 bi nos próximos cinco anos

por Paulo Mota

As distribuidoras de gás canalizado do Nordeste planejam investir R$ 1,5 bilhão ao longo dos próximos cinco anos e devem […]

CONTINUE LENDO