Cegás dá bônus de R$ 1 mil para incentivar uso de gás natural em veículos

A Companhia de Gás do Ceará (Cegás) disponibilizará a partir desta quarta-feira (31/10) um crédito de R$ 1.000,00 (hum mil reais) para os primeiros 250 (duzentos e cinquenta) proprietários de veículos que se cadastrarem para a instalação do Kit GNV de 3ª ou 5ª geração, utilizando cilindro novo.

O programa será válido em todos os municípios do Ceará. As inscrições serão realizadas, exclusivamente, através de formulário disponível no site da Cegás www.cegas.com.br.

Poderão ter acesso ao benefício, os proprietários de veículos automotores, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas, incluindo órgãos da administração pública direta e/ou indireta, que possuam veículos emplacados no Estado do Ceará. A medida visa incentivar o aumento do consumo de GNV no Estado.

O bônus a ser concedido por esse programa não será cumulativo com outros programas vigentes lançados pela Cegás.

A Cegás poderá criar uma lista de espera para aqueles participantes que quiserem receber o benefício, no caso da desistência de outro participante ou do não cumprimento de alguma determinação do regulamento, após terem sido realizados os primeiros 250 (duzentos e cinquenta) cadastros válidos.

Os candidatos ao bônus deverão preencher o termo de adesão, na forma estabelecida no regulamento, seus anexos e suas eventuais retificações, e entregá-los na portaria da sede da Cegás, na av. Washington Soares, 6475, bairro José de Alencar, em Fortaleza, em atenção à Gerência Comercial – GECOM.

A instalação do Kit GNV de 3ª ou 5ª geração será realizado em oficina instaladora/convertedora homologada pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e tecnologia), durante o período de vigência do Programa. A lista com as oficinas instaladoras/convertedoras encontra-se disponível no site do INMETRO: http://www.inmetro.gov.br/inovacao/oficinas/listagem.asp

A entrega de toda documentação exigida pela Cegás deverá ser feita pessoalmente, sob pena de eliminação deste programa. A não entrega dos documentos exigidos, qualquer que seja o motivo, será considerado como desistência do benefício e resultará na exclusão do programa.

O participante deverá entregar à Cegás a cópia de todos os documentos abaixo relacionados e apresentá-los juntamente com os originais, de uma única vez, atualizados e vigentes na data de solicitação, de modo a validar sua participação e fazer jus ao benefício.

Da pessoa física:

1-Termo de Adesão ao Programa de Incentivo;

2-Documento que comprove a solicitação do serviço de instalação do KIT GNV em oficina instaladora/convertedora homologada;

3-Comprovante de residência do proprietário do veículo, emitido com até 3 (três) meses de antecedência a solicitação;

4-Comprovantes de RG, CPF do proprietário do veículo;

5-Nota Fiscal de venda do Kit GNV, em nome do proprietário do veículo, emitida durante o período de vigência do Programa;

6- Nota Fiscal do serviço de instalação do Kit GNV, em nome do proprietário do veículo, emitida durante o período de vigência do Programa;

7-Nota Fiscal do cilindro novo de GNV;

8- Laudo de Vistoria – Certificado de Segurança Veicular (CSV) emitido pelos Organismos de Inspeção Acreditados (OIA) pelo INMETRO;

9-Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), em nome no proprietário do veículo, emitido pelo DETRAN-CE, constando habilitação para uso do GNV;

10-Comprovante de dados bancários do proprietário do veículo: Banco, Agência e Conta.

Da pessoa jurídica:

1-Termo de Adesão ao Programa de Incentivo;

2-Documento que comprove a solicitação do serviço de instalação do KIT GNV em oficina instaladora/convertedora homologada;

3-Comprovante de endereço da empresa;

4-Comprovante de CNPJ;

5-Comprovante de Inscrição Estadual e Municipal;

6-Nota Fiscal de venda do Kit GNV, em nome da empresa, emitida durante o período de vigência do Programa;

7-Nota Fiscal do serviço de instalação do Kit GNV, em nome da empresa, emitida durante o período de vigência do Programa;

8-Nota Fiscal do cilindro novo de GNV;

9-Laudo de Vistoria – Certificado de Segurança Veicular (CSV) emitido pelos Organismos de Inspeção Acreditados (OIA) pelo INMETRO;

10-Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), em nome da empresa, emitido pelo DETRAN-CE, constando habilitação para uso do GNV;

11-Comprovante de dados bancários da empresa: Banco, Agência e Conta.

A dúvidas sobre o programa poderão ser tiradas pelo email callcenter@cegas.com.br e também pelo telefone 0800 280 0069, de segunda à sexta-feira, das 08:00h as 17:00h.

Abaixo a documentação necessária para inscrição:

 

Clique Aqui para baixar o Termo de Adesão

Clique Aqui para baixar o Programa de Incentivo ao uso do GNV 2018 – REGULAMENTO

 

 

Obs.: Após a entrega do Termo de Adesão, junto com o documento que comprova a solicitação do serviço de instalação na oficina instaladora, a documentação decorrente da  conversão do veículo deverá ser entregue na CEGÁS até o dia 31 de janeiro de 2019.

 

 

 

Assessor de Comunicação e Marketing
Paulo Mota
Fone: (85) 3266-6924/98902-5661
E-mail: paulo.mota@cegas.com.br

 

Cegás lança Selo Verde para distinguir clientes que usam gás natural

A Companhia de Gás do Ceará (CEGÁS) lançou ontem na CasaCor o Selo Verde Cegás. O lançamento contou com a presença do presidente da CEGÁS, Hugo Figueirêdo, do diretor, Fábio Norcio, e de representantes de 40 clientes da empresa, especialmente convidados para o evento.

O Selo Verde é uma ação que visa distinguir os clientes da CEGÁS como usuários de um tipo de energia mais limpa, inovadora e eficiente. A exemplo de outros selos de certificação, que agregam valor aos seus detentores, o Selo Verde será distribuído entre os clientes residenciais, veiculares, comerciais e industriais da CEGÁS, para que sejam exibidos para seus clientes, moradores, passageiros e funcionários.

Atualmente, cerca de 15% do gás natural distribuído pela CEGÁS é gerado a partir da decomposição de resíduos orgânicos depositados no Aterro Sanitário de Caucaia, principal destinação de todo o resíduo sólido recolhido em Fortaleza. Trata-se do GNR (Gás Natural Renovável), combustível produzido numa planta da unidade de captação e tratamento instalada no aterro.

Além da geração de energia, o GNR evita que mais de 610 toneladas de CO2 sejam lançadas na atmosfera anualmente, equivalentes à retirada diária de mais de 800 mil litros de diesel do setor de transportes. Isso contribui para minimizar a emissão de gases de efeito estufa, contribuindo positivamente para as futuras gerações.
Na rede de distribuição da CEGÁS, O GNR é misturado ao gás natural extraído no mesmo processo de produção do petróleo. O gás natural é considerado um combustível mais limpo e seguro, já que não apresenta restrições dos órgãos ambientais, melhora a qualidade do ar e dispensa equipamentos de controle de emissões. Além disso, o gás natural não emite cinzas, praticamente elimina a emissão de compostos de enxofre e dispensa a manipulação de produtos químicos perigosos. Por ser mais leve do que o ar, ele é mais seguro, já que não se acumular no ar.

O presidente Hugo Figueirêdo disse que o objetivo do Selo Verde é agregar mais valor às marcas das empresas clientes da CEGÁS. Segundo ele, o selo permite associar à imagem dos seus detentores valores de proteção do meio ambiente e de incentivo de práticas de vida saudável. “Tudo isso é possível por que o gás natural é considerado uma energia mais limpa e segura”, disse.

 

Paulo Mota
Assessor de Comunicação e Marketing da Cegás
Site: http://www.cegas.com.br
E-mail: paulo.mota@cegas.com.br
Tel: 085 3266-6924
Cel: 085 98902.5661

CEGÁS comemora 25 anos em solenidade com seus funcionários

 

A Companhia de Gás do Ceará (CEGÁS) reuniu seus funcionários na manhã desta quinta-feira (18-10) para comemorar os 25 anos da empresa. Constituída em 18 de outubro de 1993, a CEGÁS é uma sociedade de economia mista cuja criação foi autorizada pela Lei 12.010, de 05 de outubro de 1992.

O objeto social da Companhia, definido nos termos do artigo 3º desta Lei, é a produção, aquisição, armazenamento, distribuição, comercialização de gás combustível e a prestação de serviços correlatos, observada a legislação federal pertinente, os critérios econômicos de viabilização dos investimentos, o desenvolvimento econômico e social, os avanços técnicos e a integração do gás combustível à matriz energética do Estado do Ceará.

Alinhada diretamente aos interesses da sociedade cearense, a CEGÁS é um importante instrumento para a promoção do desenvolvimento econômico e social da região, desempenhando papel de relevância na matriz energética do Estado do Ceará.

O diretor administrativo e financeiro da CEGÁS, Fábio Norcio, saudou inicialmente os funcionários e agradeceu o empenho de todos na construção da empresa. A secretária Helena Clara, que é a colaboradora mais antiga da empresa, falou em nome dos funcionários. “Eu tenho muito orgulho de fazer parte dessa casa. Digo casa porque passamos grande parte de nosso dia aqui”, disse.

O presidente da CEGÁS, Hugo Figueirêdo, destacou o papel da CEGÁS no desenvolvimento econômico do Ceará. “Nestes 25 anos, a CEGÁS foi muito importante na geração de energia, elemento fundamental para a atração de empresas, criação de empregos e melhoria da qualidade de vida do nosso povo”, disse.

 

Paulo Mota

Assessor de Comunicação e Marketing da Cegás

Site: http://www.cegas.com.br

E-mail: paulo.mota@cegas.com.br

Tel: 085 3266-6924

Cel: 085 98902.5661

Diretoria da Cegás faz visita institucional à Agência Reguladora do Estado do Ceará

O presidente da Companhia de Gás do Ceará (Cegás), Hugo Figueirêdo, e o diretor Administrativo e Financeiro da Cegás, Fábio Norcio, fizeram ontem uma visita institucional à sede da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce), onde foram recebidos pelo presidente da Arce, Hélio Winston Leitão, e demais conselheiros.

Durante a reunião, Figueirêdo fez uma explanação sobre a cadeia de valor do gás natural, a estrutura da Cegás, as principais realizações da empresa em 2017 e 2018, indicadores de desempenho e perspectivas para a ampliação da distribuição de gás natural até 2022. Norcio destacou a importância da confiança e da transparência na relação entre a Cegás e a Arce.

Estiveram presentes na reunião os conselheiros da Arce Jardson Cruz, João Gabriel Rocha, Fernando Franco, além de assessores e técnicos das duas instituições.