Cegás inaugura a primeira rede de distribuição de Gás Natural Renovável do Brasil

O Governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, o Prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e o presidente da Cegás, Hugo Figueirêdo, inauguraram nesta segunda (dia 16) o Gasoduto, a Estação de Transferência e a Planta de Produção de Gás Natural Renovável no aterro sanitário da Região Metropolitana de Fortaleza, em Caucaia.

O empreendimento é o primeiro do gênero no Norte Nordeste e é fruto de uma parceria entre o governo do Ceará, prefeitura de Fortaleza, Cegás e a GNR Fortaleza. A Cegás será a primeira distribuidora brasileira a injetar gás natural renovável na rede de gasodutos que fornece o produto para clientes industriais, comerciais, residenciais e veiculares.

A Cegás investiu R$ 22 milhões na construção de uma estação de transferência e de um gasoduto de 23 km que transporta o gás natural produzido no ASMOC (Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia), que diariamente recebe cerca de 3 mil toneladas de resíduos sólidos domiciliares. O projeto se adequa à Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada e sancionada em 2010.

O biogás é purificado e convertido em gás natural renovável pela GNR Fortaleza. Serão produzidos aproximadamente 84 mil m³ de biometano por dia, e, futuramente, a planta será ampliada para produzir até 150 mil m³ de gás diariamente, tornando-se, assim, a maior do país, até o momento, em volume de GNR especificado segundo as regras da Agencia Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP).

O gasoduto funciona desde dezembro passado e alimenta prioritariamente a Cerbrás, que foi homenageada na solenidade pela Cegás por ser a primeira indústria brasileira a usar gás natural renovável canalizado em seu processo produtivo. “Estamos muito orgulhosos dessa parceria e de usar um combustível limpo e eficaz”, disse Ana Mota, presidente da Cerbrás.

O governador Camilo Santana destacou o aspecto inovador da iniciativa. “Nós já somos, a partir de agora, a primeira unidade distribuidora. Esta é a única do Brasil que está entregando gás. A Cegás investiu mais de R$ 22 milhões para fazer o gás chegar até as empresas. Essa é a parceria, a ousadia e a inovação entre poder público e iniciativa privada. Ganha o meio ambiente, ganha a população e ganha também o setor produtivo”, afirmou.

O presidente da Cegás, Hugo Figueirêdo, ressaltou o impacto econômico do empreendimento. “É mais competitividade para o Ceará, mais benefício para as indústrias e uma grande redução de danos ao meio ambiente, seja através da redução das emissões de gases de efeito estufa que aquecem o planeta, como também pelo estímulo ao uso de aterros de resíduos sólidos controlados, onde você evita a contaminação dos mananciais hídricos do Estado”, disse Hugo Figueirêdo.

Figueirêdo agradeceu o empenho dos funcionários e da diretoria da Cegás na construção do projeto. Representantes da Mitsui, da Gaspetro e de distribuidoras e agências reguladoras de Alagoas, Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte também participaram do evento.

Cegás realiza treinamento com simulação de emergência em acidente de trabalho

A Companhia de Gás do Ceará (Cegás)  realizou, no dia 10 de abril passado,  o 12º simulado de emergência com o cenário de Acidente Pessoal. A ação simulou um desmaio de um funcionário de uma prestadora de serviço da Cegás para realizar atividade rotineira de manutenção em uma caixa de válvula de gás natural, localizado na rua Armando Dallólio no município de Fortaleza, próximo a av. Washington Soares.

A atividade é uma das exigências da ARCE (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará), foi organizado pela GQSMS (Gerência de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde) da Cegás e contou com a participação do Corpo de Bombeiro, AMC, Defesa Civil, Policia Militar e ARCE.

O objetivo da ação foi avaliar o tempo de resposta em uma situação de emergência junto com a contratada e a capacidade em resgatar e realizar os primeiros socorros com vítimas, envolvendo os órgãos de segurança e socorro as equipes da Cegás. Após a realização do simulado, aconteceu uma reunião de avaliação entre todos os participantes do exercício, com o intuito de verificar eventuais oportunidades de melhoria e aperfeiçoamento das ações.

Veja a sequência de fotos do treinamento:

1-9h20 Medição de explosividade na caixa de válvula.

2- 09:35 Operador desmaiou enquanto realizava a atividade de limpeza da caixa.

3- 9h35 Comunicação sobre o ocorrido às gerências GQSMS, GEOPM e demais órgãos participantes.

4- 9h38 Iniciado o resgate do colaborador.

5- 9h40 São feitos os primeiros atendimentos.

6- 9h55 Atendimento pela equipe de socorro do corpo de bombeiros

7- 10h20 Encerramento do simulado.

Companhia de Gás do Ceará convoca mais dois aprovados em seu último concurso público

CONVOCAÇÃO PARA ADMISSÃO

O Presidente da Companhia de Gás do Ceará – CEGÁS, no uso de suas atribuições e considerando o disposto no item 8 – Das Exigências para a Contratação do Edital do concurso, vem pelo presente convocar os candidatos, abaixo relacionados que deverão comparecer no prazo máximo de 05 (cinco) dias da data do recebimento desta convocação, munidos dos documentos abaixo, conforme item 8.6 do edital:

– Comprovação dos pré-requisitos/escolaridade constantes do Anexo II deste Edital;

– Certidão de nascimento ou casamento (conforme o respectivo estado civil);

– Certidão de nascimento dos filhos menores que 24 anos (para maiores de 21 anos apresentar também atestado escolar);

– Comprovante de residência com bairro e CEP;

– Título de eleitor, com o comprovante de votação na última eleição;

– Certificado de Reservista, para os candidatos do sexo masculino;

– Cédula de identidade;

– Carteira de trabalho e Previdência Social – cópia da página da foto e verso;

– Cadastro de Pessoa Física – CPF;

– Documento de inscrição no PIS ou PASEP, se houver;

– Cartão do SUS, extensivo aos dependentes;

– Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Tipo B, para os cargos de Técnico e Engenheiro;

– Declaração de que não exerce cargo ou função pública não-acumulável na administração pública federal, estadual ou municipal, conforme vedação constante das normas do parágrafo 10, Art. 37, da Constituição Federal;

– Folhas de antecedentes da Policia dos Estados onde tenha residido nos últimos cinco anos, expedidas, no máximo, há seis meses;

– Certidão de distribuição emitida pela Justiça Estadual, expedida, no máximo, há 06 (seis) meses;

– Declaração de disponibilidade de horário de acordo com as necessidades do serviço;

– Currículo atualizado (assinado);

– 01 (uma) foto 3×4 recente; e

– Idade mínima de 18 (dezoito) anos completos.

 

Fortaleza, 04 de abril de 2018

Hugo Santana de Figueirêdo Junior

Diretor Presidente

 

RELAÇÃO DOS CONVOCADOS:

ANALISTA DE GESTÃO – CONTADOR

– MARINA DA COSTA RODRIGUES

ASSISTENTE TÉCNICO – PROGRAMADOR

– ANA JESSICA DE OLIVEIRA BATISTA

 

 

concurso-publico-2016

 

Cegás inicia processo de licitação para contratar empresas que irão ampliar sua rede de gasodutos

A Companhia de Gás do Ceará (Cegás) está com duas licitações abertas para a contratação de empresas de engenharia que irão fazer a ampliação de sua rede de gasodutos. Uma licitação será para a contratação de uma empresa especializada na construção e montagem de gasodutos de Polietileno e Poliamida. A outra, de empresa especializada na construção de gasoduto em Aço Carbono.

A Cegás pretende ampliar, nos próximos quatro anos, sua rede de gasodutos em 180 km, sendo 100 km em Polietileno/Poliamida e 80 km em Aço Carbono.

Para participar, a empresa tem de conhecer e atender os requisitos do edital que está no site  (https://s2gpr.sefaz.ce.gov.br/licita-web/paginas/licita/PublicacaoList.seam).

A abertura de propostas para o certame de construção em montagem de gasoduto em Polietileno/Poliamida será no dia 19 de abril de 2018,  e para a construção e montagem de gasodutos de Aço Carbono será dia 23 de abril de 2018.

Clique aqui para baixar o aviso de licitação. http://www.cegas.com.br/arquivos/publicacao_aviso.pdf

 

Companhia de Gás do Ceará (Cegás) encerrou o ano de 2017 com crescimento em todos os segmentos de distribuição de gás natural canalizado no Estado

A Companhia de Gás do Ceará (Cegás) encerrou o ano de 2017 com um volume médio de gás natural comercializado, incluindo o consumo termoelétrico, de 1.587.152 m³/dia, o que corresponde a um aumento nas vendas de 16,69% em relação a 2016 (1.360.162 m³/dia).

Quando excluído o consumo de gás natural pelo segmento termoelétrico, o volume médio de gás comercializado pela Cegás para todos os demais segmentos atendidos em 2017 foi de 458.872 m³/dia, o que corresponde a um aumento nas vendas de 3,19% em relação a 2016 (444.705 m³/dia).

Estes aumentos se deram em função da retomada do crescimento econômico no país e da entrada, no final do ano, da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) na carteira de clientes da Cegás.

O segmento residencial foi o que mais cresceu, apresentando um volume médio diário de gás natural comercializado em 2017 de 2.760 m³/dia, o que corresponde a um crescimento de 24,05% em relação a 2016 (2.225 m³/dia), aumentando assim o ritmo de crescimento verificado em anos anteriores, fruto da estratégia de expansão traçada pela Companhia neste segmento.

Já o segmento termoelétrico apresentou um volume médio diário de gás comercializado em 2017 de 1.128.280 m³/dia, o que corresponde a um aumento de 23,25% em relação a 2016 (915.458 m³/dia), justificada basicamente pelos despachos do Operador Nacional do Sistema Elétrico.

No segmento veicular, considerando inclusive a comercialização de gás natural veicular comprimido, foi registrado um volume médio comercializado em 2017 de 184.073 m³/dia, o que corresponde a um aumento de 9,99% em relação a 2016 (167.354 m³/dia), demonstrando recuperação deste importante segmento de mercado, fruto da competitividade do gás natural frente à gasolina.

O segmento comercial apresentou um volume médio de gás natural comercializado em 2017 da ordem de 7.677 m³/dia, o que corresponde a um aumento de  4,30% em relação a 2016 (7.360 m³/dia), resultado este fruto da estratégia de expansão traçada pela Companhia neste segmento.

Em 2017, a Receita Bruta Total da Cegás foi de R$ 568,246 milhões, cerca de 14,01% superior àquela realizada em 2016 (R$ 498,423 milhões). A receita líquida gerada em 2017 alcançou o montante de R$ 441,1 milhões.

O EBITDA, indicador que desconsidera os impostos sobre o lucro, a depreciação e a amortização, além do resultado financeiro obtido pela Companhia, totalizou em 2017 o montante de R$ 75,4 milhões, o que representa um aumento de 4,61% em relação ao ano anterior (R$ 72,1 milhões).

Esse crescimento é justificado pelo aumento da margem de contribuição em decorrência da aplicação das regras tarifárias previstas no Contrato de Concessão; cobrança de penalidade contratual de falha de fornecimento aplicado ao supridor PETROBRAS, por descumprimento de contrato com a Térmica; e, política da companhia de redução de custos e despesas para minimizar os efeitos da crise.

O Lucro Líquido em 2017 foi de R$ 61,6 milhões, 0,15% maior do que aquele verificado no ano anterior (R$ 61,5 milhões), e o maior da história da Companhia, devido principalmente aos mesmos fatores que afetaram positivamente o EBITDA.

A Cegás encerrou o ano de 2017 com um saldo de Caixa total de R$ 111,2 milhões, acrescido de R$ 7,9 milhões de aplicações financeiras bloqueadas em garantia de empréstimo financeiro, mesmo após a realização de investimentos da ordem de R$ 18,7 milhões e de pagamento de dividendos aos acionistas no montante de R$ 37,6 milhões. Esses números evidenciam a solidez da situação financeira da companhia.

Em 2017, a Cegás fez investimentos da ordem de R$ 18,7 milhões, dos quais R$ 10,9 milhões foram destinados à aquisição de equipamentos e à expansão da sua malha de gasodutos, a qual passou de 437 km para 466 km de extensão ao final de 2017.

Dentre os principais investimentos, destaca-se o projeto pioneiro no Brasil de construção do gasoduto de 23 km, em poliamida, que interligou o Aterro Sanitário de Caucaia ao cliente CERBRAS. Assim, a Cegás está sendo a primeira empresa brasileira a injetar gás natural renovável em sua rede de distribuição.

Esta ação faz parte de um plano estratégico da Cegás de sustentabilidade, que iniciou com o contrato firmado para aquisição de 70.000 m³/dia de Gás Natural Renovável – GNR. Gerado a partir da purificação do biogás extraído do Aterro Sanitário Metropolitano Oeste – ASMOC, situado no Município de Caucaia-CE, o GNR tem como vantagem o aproveitamento do biogás do lixo, a redução significativa da quantidade emitida de dióxido de carbono (CO2) e de metano (CH4), gases intensificadores do efeito estufa.

Em sintonia com essa conjuntura de crescimento e visando dar maior suporte para suas operações, a Cegás contratou, em 2017, 22 novos colaboradores, selecionados com base em concurso público. Foi criado ainda o Programa Cegás de Responsabilidade Social, com o objetivo de democratizar o acesso aos recursos disponíveis para o patrocínio de ações nas áreas da cultura, educação, esportes, meio ambiente e saúde. Por meio de seleção pública, foram escolhidos 12 projetos, nos quais foram investidos R$ 520 mil.

O presidente da Cegás, Hugo Figueirêdo, disse que os resultados operacionais relatados no Relatório Anual da empresa refletem um esforço de todos os que fazem a Cegás no sentido de direcioná-la para uma trajetória de crescimento sustentável e com resultados.

“Nossos resultados demonstram que a Cegás está no caminho certo, fazendo as mudanças necessárias para que ela cumpra a sua missão, que é distribuir gás natural de forma a contribuir com o desenvolvimento sustentável do Ceará”, disse Figueirêdo.